Espetáculo solo de Raiça Bomfim, desenvolvido em diálogo com uma variada equipe de criação, a partir de estudos sobre a figura de Ofélia, personagem de “Hamlet”, de William Shakespeare. Com qualidade híbrida, intercruzando diferentes linguagens artísticas e friccionando os limites entre teatro e performance, a peça investe na criação de um espaço imersivo, onde o espectador é convidado a mergulhar no universo de Ofélia, visitando a personagem numa perspectiva feminista.

Trajetória: 

  1. Estreia na Casa de Castro Alves (Salvador), em abril de 2015;

  2. Temporada no Espaço Xisto (Salvador), entre maio e junho de 2015;

  3. Apresentações na Mostra Cena, Som e Fúria (Produção grupo Dimenti; Teatro Gregório de Matos, Salvador), em outubro de 2015;

  4. Apresentações no Festival Internacional de Teatro da Bahia (FIAC-BA), em outubro de 2015;

  5. Indicação à categoria “Revelação”, no Prêmio Braskem de Teatro 2015.

 

Ficha Técnica: 

Criação, performance, dramaturgia e figurino_ Raiça Bomfim ||  Direção Musical e sonoplastia_ André Oliveira ||  Preparação corporal_ Felipe Benevides ||  Cenário_ Erick Saboya ||  Iluminação_ Ana Antar || Produção e Realização: Gameleira Artes Integradas

 

Duração: 55 min

 

Classificação indicativa: 14 anos

 

Espaços de apresentação: Salões amplos; Teatros de arena; Teatros de estrutura adaptável; Teatros de palco italiano com dimensões suficientes para abriga espaço cênico e público juntos no palco.

Mini Bio:

Raiça Bomfim é atriz, escritora e produtora. Graduada em Interpretação Teatral pela UFBA, é mestranda do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da mesma universidade. Desenvolve uma série de estudos criativos sobre a Ofélia de Shakespeare, reunidos sobre o título de “Projeto Ofélia”. É uma das produtoras-criadoras da Gameleira Artes Integradas _ território de articulações artísticas.

Ofélia: sete saltos para se afogar

Fotos Carol Garcia

    © 2020 por Gameleira Artes Integradas