Poéticas
de Resistência

As Poéticas de Resistência são atos performativos ativados na intenção de fortalecer o coração das águas, das pedras, da mata, dos ancestrais da floresta, dos animais de variadas espécies em cuja presença nosso ser se aviva. Estes dois primeiros atos nasceram em meio às vivências mobilizadoras na comunidade xamânica de Terra Mirim, no sentido de animar as forças mágicas que guiam, a um só tempo, a conservação e transformação dos seres visíveis e invisíveis que compõem o bioma do Vale do Itamboatá. Resistinto diante da ameaça de implantação de um lixão nas cercanias de suas margens, o Rio Itamboatá cruza o espaço físico e sutil da comunidade, oferecendo seu colo e eloquência para lembrar-nos que criar poeticamente é um modo fundamental de se avizinhar, oferendar e religar da/com a pulsação sensível da natureza.

icon1.png

Histórico

Trabalho lançado inicialmente no Instagram, em 2020;

Integra a exposição virtual “Curando”, com curadoria de Alexandra Rodríguez (Culturalex), organizada e apoiada pelo Goethe-Institut Salvador-Bahia no Brasil e pelo Conseil des Arts et des Lettres du Québec (CALQ) no Canadá e que fica disponível entre 3 de dezembro 2020 ao 15 de novembro de 2021. Link da Exposição: www.cura-heal.com/pr-raica

Ficha Técnica

Ato I

Concepção: Isa Maga e Raiça Bomfim

Realização: Bruno Ataíde, Gabriela Gomes, Isa Maga, Raiça Bomfim

Fotografia: Gabriela Gomes e Bruno Ataíde

Ato II

Proposição/concepção: Raiça Bomfim

Realização: XamAM Alba Maria, Khalyna Gomes, Daniele Oliveira, Isa Maga, Lalita Masini, Minah Schama, Pacha Amara, Urin, Bruno Ataíde

e Raiça Bomfim

Fotografia: Bruno Ataíde

Filmagem e edição: Raiça Bomfim

DSC_8441.JPG